Lubrificante íntimo saiba tudo!

Um dos produtos mais vendidos em farmácias e sex shops são os lubrificantes íntimos. Digamos que é um dos produtos essenciais para quem tem a vida sexual ativa. E não pense que ele está destinado a uma única forma de utilização pois ele pode e deve ser muito importante para outros momento do sexo. A lubrificação natural da vagina é suficiente para o sexo? Para mulheres com a vida sexual saudável, sim, a lubrificação natural do corpo é suficiente para a penetração. Mas para uma boa lubrificação natural na maioria das mulheres é preciso um investimento nas preliminares.

Com a excitação a mulher produz a uma mucosa natural que auxilia o deslizar do pênis durante a penetração Sexo Gay, mas é preciso ver o tempo de cada mulher para se conseguir a lubrificação ideal. Mas nem sempre é assim, pois existem mulheres que podem estar passando por alterações hormonais que dificultam o processo e isso pode ser temporário como “stress”, pírulas, medicamentos específicos e tantos outros motivos, bem como a Menopausa.

Essas condições acima podem interferir na produção natural da lubrificação vaginal, sendo necessário e indicado o uso de um lubrificante para equacionar essa questão fisiológica. O mercado erótico possui diferentes versões, com sabores e aromas interessantes que podem ser até comestíveis (beijável). Tem também os lubrificantes de efeito térmico que ao contato com a pele produzem uma leve sensação de aquecimento na região aplicada. Quando devo usar?

O produto é indicado para facilitar a penetração na hora do Porno Gay, seja do pênis ou de brinquedos eróticos. Mas você também pode fazer uso dele na masturbação feminina ou masculina para evitar o atrito da pele e tornar o seu toque ainda mais excitante. Uma informação importante: A penetração pode ser dolorosa quando a mulher não apresenta lubrificação natural suficiente e a relação pode não ser prazerosa, causando desconforto, dor e em casos mais severos até sangramentos por pequenos cortes e ardência por conta do atrito. Não tenha vergonha de usar, pois esse produto foi desenvolvido para auxiliar e melhorar a lubrificação íntima e dar para ambos a uma melhor qualidade na penetração, fazendo com que o sexo seja muito mais prazeroso para todos. Qual é o melhor? Como escolher? Existem diversos tipos de lubrificantes que variam principalmente na sua composição ou substância principal usada em sua formulação. Os mais comuns encontrados a venda são os à base de óleo, à base de água e à base de silicone.

As principais diferenças estão na capacidade de manchar tecidos, causar irritação e até mesmo romper o látex do preservativo. Possuem diferenças também quanto à coloração, aroma e sabor, mas isso é geralmente uma variável de algum produto. Para não errar na escolha os melhores são os à base de água e silicone, pois não interferem com o látex da camisinha e raramente causam irritação. Na versão neutra eles geralmente não possuem muito perfume ou mesmo outro tipo de química para dar cor ou sabor. Mas se desejar variar, experimente os que tem ação termogênica e aromas diferentes, ajuda a variar a rotina de uso do produto. Posso ter alguma alergia ao produto? Sim, dependendo da substância utilizada em sua composição e formulação.

O importante é sempre utilizar produtos conhecidos, testado e principalmente regulamentado pela ANVISA. Não utilize substâncias que não tenha em sua indicação o uso específico para a região genital. O interessante é fazer o teste caseiro de alergia, passar na pele do pulso ou atrás da orelha e observar antes se você tem alguma reação alérgica e se aguenta o calor produzido pelo produto no caso dos termogênicos. Se surgir qualquer reação alérgica você deve suspender o uso imediatamente, lavar a região com água corrente e abundante e procurar o médico o quanto antes. IMPORTANTE: Em caso de alergia não é aconselhável fazer automedicação, pois o remédio errado pode agravar o quadro ou mesmo camuflar as reações prejudicando o diagnóstico. O tal lubrificante anestésico tira a dor mesmo? Sim, tira a dor